Mulheres correm menos riscos online e utilizam a internet de maneira mais segura

Para comemorar o Dia Internacional da Mulher 2014, a Kaspersky Lab realizou uma pesquisa que descobriu as razões por que as mulheres se comportam de forma mais segura ao usar a internet. Um relatório sobre as diferenças de gênero no comportamento de segurança on-line mostra que os homens tendem a correr mais riscos, enquanto uma atitude mais segura tomada pelas mulheres promete uma vida mais longa – elas vivem em média seis anos a mais do que os homens. Estudos mostram que o estilo de vida tem uma maior influência sobre as diferentes expectativas de vida do que genes ou hormônios.

De acordo com um estudo europeu, as mulheres usam a Internet na mesma quantidade que os homens, porém elas acessam de maneira diferente. Um relatório desenvolvido pela Kaspersky Lab e pela Universidade de Wuerzburg (Alemanha) que aborda as diferenças de gênero tem como principal conclusão o fato de que homens tendem a procurar por entretenimento, jogos e conteúdo sexual, enquanto as mulheres olham para a comunicação e interação com amigos ou parceiros românticos.

“Duas vezes mais homens do que mulheres relataram diferentes tipos de ataques de malware durante o período do estudo. As mulheres geralmente são mais responsáveis, obedientes e sexualmente reprimidas, assim, dependendo do gênero, determinadas funções são realizadas, levando a diferenças estereótipo”, afirmou o Professor Dr. Frank Schwab, psicólogo de mídia da Universidade de Wuerzburg.

Então quem está certo – será que grandes riscos trazem mesmo grandes recompensas?

Quando se trata de assumir riscos, as mulheres estão felizes em deixar isso para os homens. Por que elas se colocariam em perigo quando há homens dispostos a correr todos os riscos? O comportamento feminino não só parece ser mais seguro em um mundo online, mas também mais promissor em termos longevidade. Além disso, o papel mais cuidadoso desempenhado pelas mulheres leva a um comportamento mais comunicativo e atencioso, tanto online quanto offline. Em termos de tomada de risco, elas parecem escolher o caminho mais razoável, o que resulta em prevenção de riscos e em um estilo de vida mais seguro.

“Há um aumento do risco de infecção ao visitar certos tipos de site – incluindo sites pornográficos e de jogos de azar. Não é o conteúdo desses sites, por si só, que os torna menos seguro, mas o fato de que eles atraem um elevado número de visitantes – e onde há visitantes, haverá criminosos. Isto fornece os cibercriminosos um grande número de vítimas potenciais. A psicologia humana também desempenha sua função; as vítimas desses sites geralmente estão menos dispostas a reclamar de uma infecção contraída ao utilizá-los, do que reclamar de um site de banco”, explica David Emm, pesquisador de segurança da Kaspersky Lab.

A segurança, no entanto, continua a ser um tema importante para todos, mas especialmente para os homens, que têm uma tendência a esquecer ou ignorar os riscos. Em geral, o software antivírus deve ser instalado em qualquer dispositivo conectado à Internet.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s