Market Place: o que é, de onde vem, do que se alimenta

Cada vez mais, a prática do Market Place é adota no Brasil, tanto para produtos quanto serviços e como toda nova tendência, gera muitos debates, se é ou não uma estratégia válida, pois como todo novo esforço demanda tempo, planejamento e cuidados (atendimento, atualização, etc.).

Então, primeiro vamos entender o que é Market Place:

A definição inicial de marketplace seria um local onde as pessoas comercializam bens e serviços. Porém com o avanço da internet esse conceito mudou um pouco!

Várias empresas brasileiras hoje em dia não tem no seu estoque todos os produtos ofertados em sua loja, e para isso elas fazem uma parceria com uma outra loja, para poder ofertar aquele produto no seu site.

(http://www.ilove-e.com.br)

Exemplos:

captura-de-tela-2013-02-28-c3a0s-19-59-21

Veja mais exemplos e definições clicando aqui!

Principais vantagens de estar em um Market Place:

1. Facilidade em ter seu próprio e-commerce (principalmente para pequenas empresas ou empreendedores individuais);

2. Estar onde está a concorrência (para grande, médias e pequenas empresas) e sim, as as pequenas lojinhas juntas respondem por um importante market share das grandes lojas;

3. A plataforma de Market Place se encarrega de divulgação, pois eles só ganham quando você ganha;

4. Trazem importantes questões como SEO, e-mail marketing, busca parcerias com outras empresas, enviam materiais e conteúdos que podem ser usados para divulgação ou planejamento de negócios;

5. Maior agilidade na hora da criação e inserção de novos produtos;

6. A maioria dos Market Place cuidam de partes complicadas como questões jurídicas e cálculo automático de frete.

Desvantagens:

1. Se não tiver boas imagens, preços, descrição, atendimento e constante atualização de produtos, rapidamente seus produtos se perdem no meio das paginações de todos os outros lojistas;

2. Parte do seu lucro fica para o Market Place;

3. Nem todos os Market Place são gratuitos;

4. MUITA concorrência;

5. Limitações em personalização e gestão.

Além disso, entenda que, baseado no conceito de Portais Horizontais e Verticais, também teremos os mesmos tipos no mundo do Market Place.

Market Place Horizontal: são espaços para comercialização de produtos e serviços de forma geral, atendem todos os segmentos. Exemplos: Amazon, eBay e Mercado Livre.

Market Place Vertical: trabalham com um nicho de produto ou público específico. Por exemplo, a Elo7 é apenas para comercialização de produtos artesanais. Outros cases: Tanlup, Airu, Megafashion, etc.

Por fim, um vídeo ótimo de debate sobre o assunto para você se aprofundar mais =)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s